A força do Brega Funk em Recife

Ritmo invadiu campanhas eleitorais da cidade

Sua Música

Sexta, 20/11/20 às 15:58

COMPARTILHE:

Nos últimos anos o Brega Funk se popularizou em todo o Brasil, principalmente com a chegada do Passinho, uma dança que, assim como o Piseiro, deu uma nova definição para o ritmo. Apesar de músicas do Brega Funk começarem a fazer sucesso em todo o Brasil apenas nos últimos anos, em Recife-PE, onde nasceu, ele é um gênero muito forte, principalmente nas periferias e comunidades.

- Mais notícias

E isso não é apenas uma questão de opinião, o Brega Funk é o principal movimento cultural vindo das comunidades recifenses e ano após anos são dezenas de novos artistas iniciando suas carreiras e nem sempre conseguimos ver isso por estarmos em uma bolha diferente. Alguns cantores, dançarinos ou influenciadores chegam a ter milhões de seguidores nas redes sociais.

E por que além de um ritmo, ele também é um movimento social? O Brega Funk, assim como o Brega Romântico já fez, transformou as comunidades e deu novas oportunidades para jovens que poderiam seguir caminhos diferentes se não fosse a música. O mesmo aconteceu com os dançarinos de passinho, hoje existem dançarinos profissionais e até mesmo grupos de passinho que reúnem milhares de seguidores.

Para se ter mais uma ideia do quanto o ritmo é forte, principalmente quando olhamos fora de uma bolha, é a eleição municipal de Recife. Como mostrou o usuário do Twitter Emanuel Bento, jornalista do Diario de Pernambuco, os principais candidatos ao cargo se aproximaram bastante de personalidades influentes no cenário do Brega Funk.

Vale lembrar que mesmo com o Brega Funk sendo um ritmo forte com o público há mais de dez anos, ele sempre foi deixado de lado por candidatos ou pouco aproveitado e desta vez ele ganhou uma força enorme que acabou tomando conta das campanhas eleitorais.

Três candidatos usaram Brega Funk em seus jingles de campanha, dois deles estão no segundo turno da eleição, Marília Arraes e João Campos. Além de usar as músicas em campanhas, eles também tiveram reuniões com algumas das principais personalidades do ritmo, seja MCs, dançarinas e dançarinos e influenciadores da região.

Os candidatos buscam apoio dessa parcela de personalidades pela importância que eles têm em uma parte enorme do público de eleitores. Vale lembrar que o Brega Funk atinge principalmente este público, mas também sempre saiu um pouco da bolha e também alcançou milhares de pessoas fora das periferias, assim como tem alcançado milhões em todo o país com uma profissionalização maior.

E é claro que, seja quem vencer as eleições, o que se espera é uma maior valorização da cultura, mas não só daquela mais tradicional e sim a cultura da periferia, que muitas vezes por si só já é um trabalho social orgânico nas comunidades.

Tags: Brega Funk